Phelps paga mais impostos com medalhas conquistadas no Brasil

A matéria foi assinada por Igor Utsumi (UOL) e chamou minha atenção pela valorização financeira que teve o nadador Michael Phelps com as medalhas conquistadas no Brasil . Ganhou prêmios financeiros e vai ter que desembolsar 175 mil reais de impostos. Leiam : 

O nadador norte-americano Michael Phelps aumentou sua coleção de medalhas nesta Olimpíada ao ganhar cinco ouros e uma prata. Com o feito, vai aumentar também o valor da despesa com impostos nos Estados Unidos.

Segundo artigo publicado no site Inc.com por Steve Mendelsohn, diretor da plataforma de informações tributárias Checkpoint da Thomson Reuters, atletas de elite “que valem milhões” como Phelps estão na faixa tributária superior, de 39,5%.

Como cada atleta olímpico dos Estados Unidos recebe um prêmio de US$ 25 mil (R$ 80 mil) por medalha de ouro, US$ 15 mil (R$ 48 mil) por prata e US$ 10 mil (R$ 32 mil) por bronze, Phelps (que ganhou cinco ouros e uma prata) precisará desembolsar cerca de R$ 175 mil para pagar impostos.

O montante pago por atletas americanos varia de acordo com sua faixa tributária. Os que ganham menos e estão na faixa mais baixa, de 10%, pagam US$ 2.500 (R$ 8.000) por um ouro, US$ 1.500 (R$ 4.800) por uma prata e US$ 1.000 (R$ 3.200) por uma medalha de bronze.

“Trata-se de um problema com o qual vários já se ofenderam e que tem sido o tema de diversas tentativas legislativas de alterar o código tributário a fim de evitar tais situações, mas que foram infrutíferas até o momento”, afirma Mendelsohn.

Deixe uma resposta